12 – FILME – CLUBE DE COMPRAS DALLAS

E aí, gente linda? Tão sumidos hein? Mentira, eu que tô! Hehehehe.

Vamos começar logo e falar sobre um filme envolvendo, sexo, drogas e rodeios. Então clica em ler mais e saiba um pouco mais este drama sobre a AIDS ganhador de mais de 30 prêmios.

Começo falando das transformações que Mathew McConaughey e Jared Leto fizeram para os papéis.

Todo mundo está acostumado em ver o Mathew encorpado nos papéis e a perda de peso para este papel realmente é surpreendente. Não posso falar do Jared Leto pois honestamente não me recordo de tê-lo visto em nenhum filme. Fiquei sabendo de sua existência recentemente por intermédio da noticia que ele interpretará o próximo Coringa. Ainda assim, ao ver fotos do calango e sua interpretação no filme, fiquei impressionado!

RESUMÃO: Clube de Compras Dallas é baseado em fatos reais e conta a história de Ron Woodroof, um amante de rodeios que se descobre com AIDS e arranja meios paralelos de se tratar e ganhar dinheiro tratando outros pacientes com AIDS. FIM.

A história “começa” na década de 80, em julho de 1985, a época mais sombria da história da AIDS, quando ainda era “lançamento” e ninguém sabia como que tratava, ninguém queria ficar perto de alguém que tivesse a doença e estatisticamente, o maior número de pacientes eram homossexuais despreocupados com sexo seguro, logo, além do preconceito já vivido pelos gays, eles passaram a serem vistos com olhar de nojo.

Essa última parte era o suficiente para ter sua vida detonada como morador no estado do Texas, que é tido como um dos estados menos compreensivos dos EUA, quiçá do mundo.

O próprio Ron recebe a noticia como uma ofensa falando que não é gay e que “…não chupou pau de nenhum viado…”.

Aí temos:

1º dia da doença – ESTÁGIO DE NEGAÇÃO: está tudo bem comigo, tô ótimo, vou comer umas putas feias, cheirar umas carreiras de cocaína e tomar whisky barato.

2º dia da doença em diante – CU PISCANDO DE MEDO: eu vou morrrreeeeeeeeeerrrr!!!!!

À partir daí ele passou a se preocupar muito com sua saúde, já que não conseguia nem parar em pé.

Ron vai até uma biblioteca, estuda todo o pouco material disponível e descobre que uma nova droga está em teste, o AZT, medicamento que hoje é utilizado no tratamento de soropositivos. E vai até os mesmos médicos que ele mandou pra casa do caralho pedir tal droga. Como a droga ainda está entrando em fase de teste, o paciente teria que ser escolhido para participar do programa de teste.

Ele dá seus pulos e consegue que um faxineiro do hospital lhe contrabandeie a droga e tem sucesso por um tempo.

Abre parênteses para instruções de como tomar medicação:

(Deus queira que não, mas se por um acaso você tiver que fazer uso uma medicação QUE AINDA ESTÁ EM FASE DE TESTE contrabandeada assegure-se de seguir os seguintes passos:

  1. Um comprimido não basta, MASTIGUE 2 de uma única vez.
  2. Tome uma GOLADA de cerveja para ajudar a engolir
  3. Arremate a dose com uma cheiradela de coca.
  4. Repita este procedimento diariamente até você sentir que está ficando bem e depois acordar num leito de hospital.)

Quando isso ocorreu, Ron acabou conhecendo Rayon (travesti muito bem interpretado por Jared Leto) que já estava no programa de teste do AZT. Ron pergunta se ela/ele não consegue lhe arranjar alguns comprimidos. A bicha, lisa feito sabonete disse que não dava, mas fala que no México tem um médico que pode conseguir.

A fronteira tá logo ali, então lá vai Ron tentar conseguir contrabandear mais um pouco da droga “que estava lhe fazendo bem”. Quando chega lá, o “médico” diz que deixou de utilizar este medicamento pois ele faz o contrário do que deveria fazer e receita umas paradas de ervas, vitaminas e uns badulaque doido que de fato apresenta melhora significativa em Ron.

O rapaz pensa: “ó Doutor, podemos ganhar dinheiro com isso”. E aí começa o contrabando profissional.

Como disse acima, nessa época, as pessoas estavam com medo de pegar uma doença que não era tratável e que “virava seu corpo contra seu próprio corpo”. Então logo começaram a surgir uma pancada de remédio para prevenção da aids e etc. Ron decidiu entrar na onda e “legalizar” seu negócio, criando um clube de compras no qual o usuário/paciente pagava US$400,00/mês e tinha o suplemento de medicamentos necessário para passar o mês.

Ocorre que, os medicamentos naturais vendidos por Ron não eram aprovados pelo FDA – Food and Drugs Association, logo ilegais nos EUA, então o governo começou a cercar seu cuble de compras de todas as formas.

Não vou mais falar da história senão vou entregar demais. Vou falar um pouco dos personagens e fim, ok?

Sobre Ron: o perfil inicial dele é de um ultra homofóbico, cara escrotão, encardido, bem do Texas dos anos 80. Para quem acompanha o blog, pode compará-lo ao Chinaski, personagem de Bukowski. Durante o filme, Ron fica mais “humanizado” e seu preconceito deixa de existir, já que seu parceiro de negócios é um travesti e seus pacientes são, mais de 90%, homossexuais. Destaque novamente para o emagrecimento do ator que o deixou realmente com cara de doente em fase terminal.

clube-de-compras-dallas-rayon-eron

Sobre Rayon: Jared, neste papel, nos mostra o que de fato é ser um transformista. O seu comportamento e trejeitos delicados te fazem questionar em alguns momentos se é realmente um homem naquele papel. Está com Ron desde o começo de seu negócio, e não tem medo da “macheza” do seu parceiro. A relação dos dois é realmente de uma amizade.

Não gostei muito do final do filme, não em termos de roteiro, mas pela forma abrupta que o filme foi finalizado, mas ainda assim é um excelente filme e deve ser assistido!

CURIOSIDADES: em julho de 1985 foi quando eu nasci. Ainda neste ano, a modelo super power Gia Carangi morreu de AIDS e teve sua biografia divulgada através de filme e foi muito bem interpretada por Angelina Jolie. Coincidência?? Sim! Pura coincidência! Só achei que deveriam saber. 😛

Então é isso. Espero que gostem até a próxima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s